(85) 98849-6977

 
Eleitores de Aracoiaba voltam às urnas no domingo em eleição para prefeito

Eleitores de Aracoiaba voltam às urnas no domingo em novas eleições para prefeito e vice — Foto: TV Globo/Reprodução

Eleitores de Aracoiaba voltam às urnas no domingo em novas eleições para prefeito e vice — Foto: TV Globo/Reprodução

Os 22.988 eleitores aptos a votar em Aracoiaba, no Ceará, voltam às urnas neste domingo (1º) para eleger prefeito e vice-prefeito. As eleições suplementares serão realizadas em decorrência de decisões da Justiça eleitoral que cassou cassou os ex-gestores. As campanhas eleitorais dos dois candidatos na disputa - Thiago Campelo Nogueira e Wellington Silva de Oliveira - se encerram na noite deste sábado (30).

O pleito ocorrerá em 85 seções, das 8h às 17h, com a colaboração de 340 mesários. A juíza da 67ª Zona Eleitoral, Cynthia Pereira Petri Feitosa, comandará o processo eleitoral, ao lado promotor eleitoral Antônio Forte de Souza Júnior e do chefe de cartório Samuel Apoliano Sobreira.

Duas coligações concorrem aos cargos de prefeito e vice-prefeito:

 

  • Coligação "Unidos para reconstruir Aracoiaba” (PDT – PP – PT- PSDB - 12) - Thiago Campelo Nogueira (candidato a prefeito) e Selma Maria Bezerra Gomes (candidata a vice-prefeita)
  • Coligação "Um novo tempo vai começar” (PL - PSC - PSD - 22) - Wellington Silva de Oliveira (candidato a prefeito) e José Wilson Dantas da Silva (candidato a vice-prefeito)

 

Sexta-feira (29) é o último dia para a realização de comícios. Já no sábado (30), até às 22h, é permitido aos candidatos a realização de carreatas, caminhada e distribuição de propaganda eleitoral.

Para garantir a segurança do pleito haverá reforço na segurança em Aracoiaba. Estão escalados 78 policiais militares, cinco policiais federais e dois bombeiros militares.

 

Cassação

 

Em 30 de agosto de 2018, o TRE-CE manteve, por unanimidade, a cassação do diploma do prefeito Antônio Cláudio, e da vice-prefeita, Maria Valmira Silva de Oliveira, que haviam sido cassados por abuso do poder político e econômico nas eleições de 2016. O Tribunal também determinou a inelegibilidade dos dois por oito anos. A nova eleição havia sido marcada para 28 de outubro do mesmo ano.

Em 24 de setembro de 2018, o TSE determinou a suspensão da eleição suplementar e o retorno ao cargo do prefeito Antônio Cláudio, e da vice-prefeita, Maria Valmira Silva de Oliveira, até o julgamento do mérito da ação cautelar.


Ouça FM GUARANY 104,7




Publicidades


Enquete
Nenhuma Enquete no Momento!

As mais pedidas
Nenhum Registro Encontrado No Momento!

 
 
  TV Guarany/Web - Todos os direitos reservados   Live on Host