(85) 98849-6977

 
Empatados em pontos, Vovô e Leão tem metas semelhantes na Série A

Image-0-Artigo-2605887-1
Image-0-Artigo-2605887-1
Clássico-Rei será jogo-chave para as pretensões de Ceará e FortalezaFOTO: JL ROSA
 

A cada rodada disputada na Série A do Brasileiro, a briga pela permanência para 2020 acirra-se, com os números se modificando a cada resultado positivo ou negativo. E após a 31ª rodada, disputada no meio de semana, restam apenas sete para definir os rebaixados para a Série B, com Ceará e Fortaleza traçando caminhos semelhantes após empatarem em pontos na tabela: 36. Os dois representantes cearenses estão lutando pela permanência com mais seis equipes para fugir das três vagas ainda abertas - o Avaí já está praticamente rebaixado, ao precisar vencer todos os jogos daqui para frente para chegar a 38 pontos. Assim, além dos dois times rivais, lutam pela permanência: Vasco, Fluminense, Cruzeiro, Botafogo, CSA e Chapecoense.

 

A 31ª rodada reservou uma equiparação das campanhas de Ceará e Fortaleza, após a derrota do Leão para o Corinthians por 3 a 2 fora de casa na quarta-feira, e a vitória do Vovô por 2 a 0 contra o Internacional no Castelão, deixando os dois rivais empatados com 36 pontos, com o Vozão à frente pelo melhor saldo de gols (1 a -6).

Com campanhas equiparadas, os números para a permanência de ambos são os mesmos e animadores: com três pontos de vantagem para o 1º time que abre o Z-4, o Botafogo, Ceará e Fortaleza, precisam de mais três vitórias cada para conquistarem o objetivo. Se somarem mais nove pontos dos 21 possíveis, chegarão aos 45 pontos, número "mágico" para a permanência na Série A em 2020. O número "mágico" de 45 pontos é a linha de corte, pois, desde que a Série A passou a ser disputada por pontos corridos com 20 participantes, em 2006, este é o número seguro para um clube evitar o rebaixamento.

Com aproveitamentos idênticos, de 38,7% dos pontos, se mantiverem suas campanhas, ambos terminariam com 44 pontos, número suficiente para salvá-los. No ano passado, foi a pontuação alcançada pelo Ceará, que terminou a Série A daquele ano em 15º.

Para simplificar, ambos precisarão somar 42,8% dos pontos até o fim da Série A. É próximo do aproveitamento que tem hoje o Atlético-MG, 11º colocado, com 39 pontos e um pouco acima dos cearenses na tabela.

Mas após 31 rodadas, pelo aproveitamento do Cruzeiro, primeiro time fora da zona de rebaixamento, a pontuação necessária para a permanência seria de 41 pontos. No ano passado, esse número seria suficiente, já que o América/MG caiu com 40 pontos.

Porém, a sequência da Série A pode mudar este número, caso o aproveitamento dos times da parte de baixo da tabela aumente, como está ocorrendo.

Se Ceará e Fortaleza estão empatados na tabela em pontos e contam com os mesmos caminhos para ficarem na Série A, um jogo praticamente de "desempate" pode ser o diferencial na caminhada: o Clássico-Rei. O duelo gigante é exatamente o próximo compromisso de ambos na Série A, esquentando a disputa particular entre eles que está emocionante desde o início da competição. Um empate manteria as campanhas idênticas, com a mesma necessidade nas seis rodadas finais, mas se houver um vencedor, este praticamente encaminha a permanência na elite e complica as pretensões do outro.

Expectativa

O lateral-direito do Ceará, Samuel Xavier, vê o Clássico-Rei como um jogo-chave para a permanência do Vovô na elite, com uma vitória encaminhando o objetivo.

"Acredito que sim, encaminharia uma permanência, pois vencendo clássico dá muita confiança. Só que é difícil cravar, pois o Campeonato Brasileiro é muito difícil, com rodadas que podem favorecer ou não. Quando achamos que a rodada pode ser boa, o Fluminense ganha do São Paulo no Morumbi. Mas vencer o Clássico seria muito importante para depois enfrentarmos a Chapecoense fora e buscar pontuar também".

Já o lateral-direito Tinga, do Fortaleza, espera que o Leão volte a vencer para aumentar as chances de permanência.

"O jogo mais importante sempre é próximo, ainda mais sendo um clássico. Será o último do ano, uma decisão. Vamos nos entregar ao máximo para conseguir os três pontos. Nosso objetivo é vencer e ficar mais no meio da tabela. O jogo é difícil, mas temos condição de fazermos uma grande partida. Está afunilando, mas sempre pensamos jogo a jogo. Não dependemos de ninguém, só da gente para nos mantermos na Série A", disse.

Mandos

Após o Clássico-Rei, com mando do Fortaleza, os mandos de Vovô e Leão serão exatamente os mesmos. O Vozão, em 13º, com 36 pontos, terá três partidas em casa (São Paulo, Athletico/PR e Corinthians) e três fora (Chapecoense, Flamengo e Botafogo). Já o Leão terá três jogos em casa (CSA, Santos e Bahia), e três fora (Internacional, Goiás e Fluminense).

Analisando os adversários de Ceará e Fortaleza, há mais coincidências. Além do Clássico-Rei, ambos terão mais dois confrontos diretos pela permanência.

Enquanto o Ceará enfrenta fora de casa Chapecoense e Botafogo, este na última rodada, o Leão encara CSA, no Castelão, e Fluminense, fora de casa.

O que diferencia a tabela de ambos são os adversários da parte de cima da tabela: enquanto o Ceará enfrenta 4 times que estão no G-8, ou seja, na zona da Libertadores (Flamengo, São Paulo, Athletico/PR e Corinthians), o Fortaleza encara apenas dois (Santos e Internacional).

Por esta diferença que as chances de queda de ambos possuem números diferentes, com o Ceará tendo ainda 7,9 de chances, contra 6,3% do Fortaleza.

Segundo o Chance de Gol, site de probabilidades futebolísticas, cinco clubes aparecem com mais riscos que Vovô e Leão: Cruzeiro (28,9%), Fluminense (25,8%), Botafogo (36,3%) CSA (91,4%) e Chapecoense (99,97%). O outro clube ameaçado é o Vasco, mas com 1% de chance.

Bônus

Paralelamente à disputa pela permanência, os clubes também sonham com uma vaga na Copa Sul-Americana. Hoje as chances de Fortaleza e Ceará são maiores para uma vaga na competição internacional.

Embora o Vovô esteja hoje no grupo de classificação para o torneio com a 13ª colocação (a última vaga disponível), as chances do Leão são maiores, pelo mesmo critério adotado das chances de rebaixamento: o nível dos adversários. O Leão tem 40,9% de chances de classificação, enquanto o Vozão tem 34,4 %.


Ouça FM GUARANY 104,7




Publicidades


Enquete
Nenhuma Enquete no Momento!

As mais pedidas
Nenhum Registro Encontrado No Momento!

 
 
  TV Guarany/Web - Todos os direitos reservados   Live on Host