(85) 98849-6977

 
Deputado do MBL, Kim Kataguiri recua de vídeo sobre crise no Ceará e elogia novo secretário

Kim Kataguiri foi eleito deputado federal pelo DEM de São Paulo (Foto: Reprodução/Youtube) 

O deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP), uma das principais lideranças do Movimento Brasil Livre (MBL), divulgou novo vídeo nas redes sociais onde recua de acusações feitas contra o governador Camilo Santana (PT) sobre a crise da violência no Ceará. O novo posicionamento ocorre horas após Ciro Gomes (PDT) divulgar nota de repúdio contra o parlamentar.

Na gravação original, divulgada na segunda-feira, 7, Kataguiri acusa Camilo Santana (PT) de ter “articulado politicamente para que o caos acontecesse”, a fim de prejudicar o governo Jair Bolsonaro (PSL). No novo vídeo, no entanto, o deputado desmente a própria tese. “Tenho humildade de reconhecer quando a gente erra, não tenho nenhum problema em admitir”, diz.

 

Sobre o assunto

“O caos já estava lá, o que aconteceu foi que um novo secretário de segurança competente foi colocado (gerando a crise)”, diz o deputado, provavelmente se referindo ao novo secretário de Administração Penitenciária (SAP) do Ceará, Luís Mauro Albuquerque. O secretário da Segurança Pública do Estado, delegado André Costa, permanece no cargo desde 2017.

Culpa

Apesar de recuar da acusação, Kim Kataguiri destaca que, ainda que não seja o responsável pela crise, Camilo Santana ainda possui culpa na situação. “Ele já sabia dessa situação, desse caos dentro dos presídios e fora dos presídios, já sabia do problema do crime organizado, mas decidiu fazer alguma coisa só agora, e decidiu pedir ajuda ao governo federal só agora”.

Para ele, a demora no auxílio teria motivações “muito simples e eleitoreiras”. “Se ele fizesse ano passado, prejudicaria sua reeleição e a campanha de Fernando Haddad (PT) a presidente”, diz. Mesmo rejeitando intervenção federal, Camilo vem procurando o Governo Federal sobre a questão da segurança, principalmente desde 2017, quando o conflito de facções se agravou no Ceará.

Nota de Ciro

Novo vídeo de Kim Kataguiri ocorre horas após Ciro Gomes divulgar longa nota criticando a primeira gravação do deputado. “Pedi permissão ao Governador Camilo Santana para repudiar, com toda a força, as palavras criminosas de dois irresponsáveis destes tantos que infernizam a vida brasileira: deputados de primeira viagem ligados a esta verdadeira facção criminosa que age na internet: o MBL”, disse.

“Na ânsia incontida de aparecer, estes dois delirantes foram para a internet anunciar uma pseudo trauma em que, pasme a opinião pública brasileira, todo o sofrimento que passamos juntos com nosso povo seria um plano político maquiavélico para apimentar nossa discordância com o atual presidente (...) canalhas! É o que são”, continuou Ciro Gomes.

No novo vídeo, Kataguiri atribui a mudança de posicionamento a uma conversa com lideranças do MBL no Ceará e com o senador eleito Eduardo Girão (Pros-CE). 


Ouça FM GUARANY 104,7




Publicidades


Enquete
Nenhuma Enquete no Momento!

As mais pedidas
Nenhum Registro Encontrado No Momento!

 
 
  TV Guarany/Web - Todos os direitos reservados   Live on Host